Artesãos participam de seletiva para aquisição de carteira profissional

0
Foto: Ascom/PMC

Arte nas mãos e esperança por dias melhores. Esse foi o sentimento das centenas de artesãos que participaram dos dois dias de seletiva para aquisição da Carteira Nacional do Artesão, realizada nos dias 9 e 10 de outubro, no auditório da Casa do Trabalho. Com o apoio da Prefeitura de Camaçari, através da Secretaria do Desenvolvimento Econômico (Sedec) e da Coordenação de Economia Solidária (Ecosol), a ação foi ministrada pela Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), por meio da Coordenação Estadual do Fomento ao Artesanato.

Durante os dois dias, uma banca formada por profissionais de Salvador, examinou as peças de artesãos da sede e Costa de Camaçari. “Fizemos um trabalho de sensibilização, onde foram destacados os benefícios de possuir a carteira profissional, a importância da qualidade e acabamento das peças e a valorização de ter produtos artesanais que prezem pela identidade do local”, destacou o coordenador de Fomento do Artesanato da Bahia, Antônio Almeida, que acrescentou ainda: “Camaçari é um polo atrativo cultural que devemos ter grande respeito e nos sentirmos privilegiados por toda riqueza artística desse povo”, finalizou.

Com a emissão da carteira nacional, o profissional estará incluso no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro, o que possibilita uma série de direitos, benefícios e incentivos, tais como participação de editais em todo o país, de feiras nacionais e internacionais, contribuição para a Previdência Social, isenção do ICMS e de notas fiscais e acesso facilitado ao microcrédito.

Residente em Barra do Jacuípe, a artesã Marina Cristina Brandão atua como artesã há 35 anos e foi uma das primeiras avaliadas pela curadoria. “Já tive a carteira quando morei em outro estado, mas fiz questão de participar dessa seletiva em Camaçari, para me inserir no campo profissional daqui”, afirmou Marina.

Avaliada no segundo dia, a artesã Adenísia Martins, moradora da sede, relatou sobre as expectativas em conseguir a Carteira Nacional do Artesão. “Atuo com arte em fuxicos há 7 anos e sentia a necessidade de me aprimorar. Com a notícia desse processo avaliativo em Camaçari, minha esperança em aperfeiçoar e ‘criar asas e voar’ aumentou, porque a carteira me dá um leque de oportunidades pra otimizar o meu trabalho”, comemorou ela.

O próximo passo será a solenidade da entrega das carteiras profissionais, em novembro, segundo destacou a coordenadora da pasta da Ecosol, Sineide Lopes. “Trazer a banca examinadora para Camaçari revela a importância de valorizar os artistas da terra, que antes estavam esquecidos ou escondidos no anonimato, e agora estão se movimentando e conseguindo ganhar fôlego a partir do trabalho de resgate cultural, econômico e identitário que o governo municipal vem realizando”, pontuou Sineide.

ASCOM/PMC

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui