Câmara vai a Brasília e garante a permanência de 30 mil empregos na indústria química

0

A luta encampada pelo presidente da Câmara Municipal de Camaçari, vereador Júnior Borges (DEM), com o intuito de evitar a suspensão do Regime Especial da Indústria Química (REIQ), rendeu o resultado esperado. Em reunião com o senador Ciro Nogueira (PP), na tarde desta quarta-feira (16/6), em Brasília, o chefe do Legislativo municipal, acompanhado por uma comitiva formada por outros oito vereadores de Camaçari, recebeu a garantia de que o instrumento de desoneração fiscal será mantido pelos próximos quatro anos, assegurando a produtividade das empresas do setor, evitando assim o risco de anúncios de demissões em massa.

O encontro aconteceu no Senado Federal, no gabinete de Ciro Nogueira, que é o relator da Medida Provisória Nº 1.034. Vale destacar que o deputado federal Cláudio Cajado (PP) está entre os nomes que colaboraram para que a reunião acontecesse, contribuindo para esta conquista. Também cabe referência à intervenção do presidente da Câmara Municipal de Salvador, Geraldo Júnior (MDB), que não hesitou ao convite feito por Júnior Borges e abriu portas para a defesa desta causa chegar à Brasília, fazendo questão de acompanhar a comitiva. Já no Distrito Federal, a receptividade e os encaminhamentos dados pelo ministro da Cidadania, João Roma, e pelo presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM), ratificaram a condução ao sucesso na empreitada para garantir os 30 mil empregos que estariam sob risco de extinção caso o REIQ fosse suspenso.

Soma-se à lista de mobilizadores o ex-prefeito de Salvador e atual presidente nacional do Democratas, ACM Neto, que, inclusive, também participou desta agenda em Brasília junto com Júnior Borges, marcando presença na reunião com o senador Rodrigo Pacheco, pela manhã. Coroando esta jornada, à tarde, o senador Ciro Nogueira ouviu as preocupações dos vereadores e os tranquilizou, informando que a proposta, já apreciada pela Câmara dos Deputados, chega ao Senado com ajustes que resguardam a manutenção do regime especial pelo próximo quadriênio. Ciro afirmou ainda que o conteúdo da MP, que deve ser submetida à votação no Senado nesta quinta-feira (17/6), não sofrerá novas mudanças, conservando o modelo que atende os anseios do parlamento municipal.

O presidente Júnior Borges comemorou, aliviado em saber que a indústria química continuará contando com o incentivo nas taxas sobre a compra de insumos básicos. “Esta é uma conquista de toda a Câmara da nossa cidade, que vem buscando soluções para este problema desde o dia em que tomamos conhecimento. No percurso, conquistamos o apoio de nomes importantes da política baiana, como o presidente da Câmara de Salvador, Geraldo Júnior; o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto; o prefeito da capital baiana em exercício, Bruno Reis; dentre outras personalidades que influenciaram neste desfecho positivo”, ressaltou o chefe do Legislativo.

O vereador também destacou a atuação da Frente Parlamentar da Região Metropolitana, criada por ele em fevereiro deste ano, justamente com o intuito de fortalecer o Poder Legislativo de forma unificada no território, viabilizando articulações para a defesa de interesses comuns, como é o caso desta causa em defesa do REIQ. “A Frente Parlamentar fez toda diferença neste processo e eu agradeço aos gestores das câmaras de Simões Filho, de Dias D’Ávila, de São Francisco do Conde e demais cidades que compõem o grupo pela colaboração nesta luta em benefício da economia da região e dos interesses da nossa gente. Essa vitória nos mostra que estamos no caminho certo e nos incentiva a formar um legislativo cada vez mais atuante”, destacou Júnior Borges, que é presidente da Frente Parlamentar.

Integraram a comitiva de vereadores de Camaçari que foram à Brasília defender a manutenção do REIQ, os edis Dilson Magalhães Jr. (PSDB), Dentinho do Sindicato (PT), Dudu do Povo (Cidadania), Gilvan Souza (PSDB), Mar de Areias (DEM), Niltinho (PSDB), Profª Angélica (PP) e Tagner (PT). O grupo também destacou a preocupação e o engajamento do prefeito de Camaçari, Elinaldo Araújo (DEM), na defesa da pauta.

ASCOM/Câmara Municipal Camaçari

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui