Esforços da gestão posiciona Camaçari como melhor cidade para se investir

0
Foto: Reprodução

Não é à toa que a capacidade de atração de investimentos rendeu à Camaçari a posição de líder entre as melhores cidades para se investir na indústria e a 8ª posição no setor imobiliário, segundo estudo das Melhores Cidades para Fazer Negócios 2.0 elaborado pela Urban Systems, empresa especializada em análise de dados demográficos em mapas digitais, para dimensionamento e levantamento de tendências, que foi divulgado este mês, com exclusividade, pela revista Exame – especializada em economia, negócios, política e tecnologia.

A conquista desse título é resultado do esforço do governo municipal em reposicionar Camaçari como cidade competitiva na atração de investimentos, potencializando as características naturais da sede, costa e zona rural. Esse foi um dos principais focos da gestão nos últimos quatro anos, e a Secretaria do Desenvolvimento Econômico (Sedec) trabalhou, com apoio de várias pastas municipais e entidades, fomentando a geração de emprego e renda, através de diagnósticos, planejamentos, convênios com instituições profissionalizantes, ações no turismo, interlocução com empresas passíveis de interesse de se instalarem no município, bem como no auxílio na abertura de empresas de micro, pequeno, médio e grande porte.

O empenho da gestão levou empresas a firmarem compromisso de vir para Camaçari ou já começarem suas operações no município, como a Apta Embalagens, com investimentos de R$ 40 milhões para atender o grupo O Boticário; o Atacadão Atakarejo, com sua maior loja e investimentos de R$ 85 milhões; a escola bilíngue Mapple Bear do Grupo ACBEU, com investimentos de R$ 20 milhões; o Senai Cimatec Park, um centro tecnológico industrial com investimentos de R$ 60 milhões; e Assaí Atacadista com R$ 54 milhões, totalizando R$ 259 milhões.

O Cimatec Park em Camaçari, inaugurado em novembro de 2019, é considerado um marco para o desenvolvimento do município e fator de atração de mais investimentos, e gerou cerca de 300 empregos, entre diretos e terceirizados.

Com a implantação do Atacadão Atakarejo, em janeiro de 2019, foram gerados 500 empregos diretos. Outros 100 postos de trabalho, devem ser gerados quando ocorrer o pleno funcionamento das 21 lojas que compõem a galeria do empreendimento, localizada na parte da frente do estabelecimento. A inauguração da rede Assaí Atacadista em Camaçari também foi destaque na geração de vagas, com 600 empregos entre diretos e indiretos.

Centro de Integração e Apoio ao Trabalhador (CIAT).Foto: Ascom/PMC

O Centro de Integração e Apoio ao Trabalhador (CIAT) foi totalmente requalificado e entregue à população em maio de 2018, o que gerou mais conforto e segurança aos cidadãos que usam os serviços oferecidos pelo órgão. Todos os dias, o CIAT recebe cerca de 1.000 trabalhadores para atendimento sobre vagas de empregos e cursos de qualificação profissional gratuitos, ofertados na unidade.

A economia criativa foi outra vertente muito trabalhada na Sedec, através da Coordenação de Economia Solidária (Ecosol), que atuou massivamente na sede, costa e zona rural do município. Artesãos, bordadeiras e pequenos empresários do ramo gastronômico, participaram da Feira do Pôr do Sol, que movimentou durante os verões, todo o comércio das localidades de Vila de Abrantes, Jauá, Arembepe, Guarajuba, Monte Gordo e Barra do Pojuca.

Foto: Ascom/PMC

Outro passo de extrema relevância foi a Carteira Nacional do Artesão, trazida para estes empreendedores, por meio da forte parceria e trabalho da Ecosol junto com a Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), e a Coordenação de Fomento ao Artesanato da Bahia, conforme regimento do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB).

Falando em qualificação, o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), atua em parceria com a prefeitura há mais de 20 anos, e através do Banco de Oportunidades, encaminhou 1.366 alunos ao mercado de trabalho. Os cursos de capacitação são ofertados às segundas-feiras, na Casa do Trabalho, localizada no centro da cidade.

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) é outro parceiro do Poder Executivo Municipal. Em 2018, a instituição junto com a prefeitura, através da Sedec, ganhou musculatura com o convênio firmado, com valor superior a R$ 5,7 milhões, para a criação de cinco eixos de trabalho: a Central do Empreendedor; Programa Sabores e Saberes; Consultoria de Melhoria do Desempenho Empresarial e Consultoria Empresarial; Fortalecimento da Gestão do Turismo e Município Empreendedor.

Em junho de 2019, foi inaugurada a Central do Empreendedor da sede, localizada na Casa do Trabalho e em dezembro de 2019, foi criada a da costa de Camaçari, situada em Arembepe. Em ambos complexos, o cidadão tem à disposição, assessoria técnica, contábil e financeira e abertura de empresas, de forma simples e rápida.

Até o presente mês, mais de 5mil atendimentos foram realizados aos contribuintes nas Centrais da sede e de Arembepe, mais de 3.500 viabilidades analisadas; mais de 1.500 alvarás de funcionamentos emitidos, cerca de 200 alvarás sanitários emitidos, e mais de 1.200 Microempreendedores Individuais (MEIs) abertos. Todos esses dados só gabaritam Camaçari como uma das melhores cidades para se fazer negócio no Brasil.

ASCOM/PMC

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui