Estudo preliminar do Casa Verde e Amarela chega ao Jaraguá

0
Foto: Jean Victor

Os estudos preliminares para o Programa Casa Verde e Amarela seguem avançando no município. A Prefeitura de Camaçari, através da Secretaria da Habitação (Sehab), chegou ao Jaraguá, para informar a população sobre os benefícios do programa que, neste primeiro momento, contempla Regularização Fundiária (escritura do imóvel) e Melhorias Habitacionais (reforma do imóvel).

De acordo com o coordenador de atividades em campo da pasta, Manuel Costa, o tempo de pesquisa tem sido fundamental para o andamento do programa no município. “Iniciamos as pesquisas de intenção de adesão há pouco mais de um mês. De lá pra cá, já são mais de 600 famílias interessadas e o número não para de crescer. Hoje estamos no Jaraguá, mas já passamos pelo Natal, Parque Florestal, Gleba B e Irmã Dulce. E ainda pretendemos ir no bairro Acajutiba”, detalhou.

Para o operador Pedro José, o Casa Verde e Amarela é uma excelente oportunidade para regularizar o seu imóvel. “É importante demais pra gente estar legalizado no local onde vivemos, por isso precisamos tanto ter a nossa escritura. Vi os funcionários da prefeitura passando e resolvi participar, para que eu possa ter acesso a esse documento tão necessário, que comprova que nossa moradia faz parte do município”, conta.

Foto: Jean Victor

A dona de casa Ivonete Lima também demonstrou intenção em aderir ao programa. “Se o programa vier mesmo aqui, eu vou ficar bem agradecida. Tenho interesse em possuir a escritura do meu imóvel, mas, também preciso muito da parte de melhorias habitacionais. Estou desempregada e têm vários cômodos aqui que precisam de reforma e eu não tenho como arcar. Então quero participar, porque sei que o programa pode mudar a minha vida”, disse.

Programa Casa Verde e Amarela:

O objetivo do Casa Verde e Amarela é iniciar o processo de regularização fundiária de mais de 100 mil imóveis, de famílias de baixa renda, em todo o Brasil, até o fim deste ano. Lembrando que não poderão ser incluídas casas localizadas em áreas não passíveis de regularização ou de risco.

Já as casas que receberão as melhorias, serão algumas das unidades regularizadas pelo programa. Cerca de 20 mil imóveis, de todo território nacional, poderão receber algumas obras, como instalação de banheiro, cobertura ou piso e instalações elétricas ou hidráulicas.

Para estarem aptas à etapa de melhorias, as famílias interessadas devem ter renda mensal de até cinco salários mínimos, precisam estar inseridas no CadÚnico do governo federal, além de não possuírem outro imóvel e o proprietário ser maior de 18 anos ou emancipado.

Foto: Jean Victor

Vale ressaltar que o Casa Verde e Amarela é um programa que concede financiamento oferecido pelo Governo Federal e possui taxa única de R$ 50, para a Regularização Fundiária e 1% do valor equivalente do financiamento individual, no que diz respeito a parte de Melhorias Habitacionais, para famílias com renda de até dois salários mínimos.

ASCOM/PMC

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui