Mais experientes, pais e alunos aguardam o retorno das aulas

0
Mais experientes, pais e alunos aguardam o retorno das aulas. Foto: Jean Victor

O ano de 2020 foi desafiador para todo o mundo e, entre os grupos que tiveram que se adequar às novas mudanças diante da pandemia do novo coronavírus estão as famílias e os educadores. Pais, tiveram que manter as crianças em casa, sem ir às escolas, e professores tiveram que se adaptar às aulas remotas e inúmeras dificuldades relacionadas ao ensino, no que diz respeito às novas metodologias. Contudo, um novo ano letivo se inicia e apesar das incertezas por conta da Covid-19, pais e alunos estão otimistas e com expectativa elevada para esse recomeço.

Estudante do 7º ano na Escola Municipal Edivaldo Machado Boaventura, Jutahy Neto, de 12 anos, contou como foi sua adaptação ao novo formato de ensino remoto, que acontece apenas dentro do ambiente virtual e prioriza a transmissão das aulas em tempo real. “Eu não tive dificuldades. Os professores sempre estiveram atentos e sempre que eu tive dúvida, rapidamente eles me responderam e sempre ajudaram a gente”, disse ao acrescentar que o novo formato, à distância, acontece de segunda-feira à sábado, sempre com duas aulas por dia e com direito ao intervalo.

Foto: Jean Victor

Jutahy sinalizou que está com muita saudade dos colegas, mas que mesmo com a distância física, sempre que havia oportunidade, um aluno ajudava o outro, quando necessário, no processo de desenvolvimento das atividades propostas pelos educadores.

Quando o assunto é relacionamento família x aluno, Jutahy Silva de Santana Júnior, que é pai de Jutahy Neto, conta que teve experiência satisfatória com o filho. “Consegui acompanhar a rotina do meu filho, ele é um aluno participativo. Na verdade, as crianças de hoje são acessíveis ao meio digital. No decorrer dos meses fui me atualizando com a nova ferramenta e fiquei mais presente, ajustei meus horários, mas vejo essa mudança como algo positivo, porque acredito que essa evolução on-line é um novo futuro na educação e eu espero que esse avanço contribua para a valorização da educação, do professor e dos estudantes” explicou.

Foto: Jean Victor

Jutahy Júnior ressaltou que a educação no município está de parabéns. “Com as mudanças, a educação avançou, os professores estão empenhados e estão se desenvolvendo de forma satisfatória”.  

Para chegar a esse resultado, avaliado de forma positiva pela família do jovem Jutahy, a Prefeitura de Camaçari, por meio da Secretaria da Educação, investiu fortemente através do projeto Mais e Melhor Educação: em Casa, que foi criado como oferta emergencial no contexto da pandemia, por conta da suspensão das aulas presenciais e como forma de proteger toda a comunidade escolar da doença, o qual possibilitou a distribuição do Vale Merenda; do material pedagógico; dos kits escolares; da entrega do fardamento e do tênis; e, principalmente, da interação com as famílias dos alunos, com a rotina de estudos em casa, e a manutenção da formação continuada dos educadores.

As mudanças ainda são muito recentes, mas os ajustes para inserir o formato on-line, que tem as tecnologias digitais como instrumentos que enriquecem e valorizam o ensino, já começam a ser aceitas e a se tornarem normais no dia a dia da população.

ASCOM/PMC

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui