Prefeitura oferece apoio social e jurídico a cidadão que teve casa demolida

0

Foto de destaque: Ascom/RK

Oferecer o apoio social e o suporte jurídico necessário para garantir que o senhor João Macedo, 76 anos, possa exigir o cumprimento dos seus direitos após sua residência, localizada no Loteamento Parque Nascente do Rio Capivara, bairro Jardim Limoeiro, ter sido demolida de forma arbitrária pela iniciativa privada no dia 20 de maio. Esse foi o objetivo da visita realizada na tarde desta terça-feira (28/05), pelo prefeito Elinaldo Araújo que, acompanhado por secretários e procuradores, retomou o diálogo com o morador e seus familiares para assegurar o compromisso da gestão com aqueles que mais necessitam de auxílio.

Foto: Victor Matos
Foto: Victor Matos

Na ocasião, o gestor ouviu a família e ofereceu a João Macedo todo o suporte necessário, através da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes). “Me sensibilizei e decidi vir pessoalmente aqui para ver de perto a situação do senhor João e oferecer o nosso apoio. Estou com toda nossa equipe jurídica e secretários, determinando o que, juridicamente, pode ser feito para que essas pessoas que fizeram isso sejam punidas”, desabafou. O prefeito aproveitou para esclarecer que, diferente do que foi maldosamente disseminado em redes sociais, a demolição não foi uma ação da Prefeitura. “Ainda tentaram por a culpa na Prefeitura, o que não é verdade”, reforçou.

Na ocasião, o gestor ouviu a família e ofereceu a João Macedo todo o suporte necessário, através da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes). “Me sensibilizei e decidi vir pessoalmente aqui para ver de perto a situação do senhor João e oferecer o nosso apoio. Estou com toda nossa equipe jurídica e secretários, determinando o que, juridicamente, pode ser feito para que essas pessoas que fizeram isso sejam punidas”, desabafou. O prefeito aproveitou para esclarecer que, diferente do que foi maldosamente disseminado em redes sociais, a demolição não foi uma ação da Prefeitura. “Ainda tentaram por a culpa na Prefeitura, o que não é verdade”, reforçou.

De acordo com a gestora da Sedes, Andréa Montenegro, o apoio do Social vem sendo prestado a Macedo desde o dia que a gestão tomou conhecimento do acontecido. “Nossa equipe já fez essa visita ao senhor João. Estamos entrando com os benefícios eventuais, dialogando com os familiares e trazendo também o serviço de psicóloga para fazer todo o acompanhamento com a família”, sinalizou.

ASCOM/PMC

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui